Escola em casa e Covid-19: Qual é o problema?

Vamos olhar além da máscara – Daniel Homem de Carvalho

Homeschool pais e alunos devem estar a olhar para os problemas escolas tradicionais estão enfrentando sem pequeno grau de admiração. Como as famílias que praticam o ensino doméstico exigem mudanças mínimas em sua rotina, os professores da sala de aula estão lutando para encontrar o equilíbrio entre o aprendizado presencial e online.

Claro que alguma mudança é inevitável, mesmo para os alunos que estudam em casa. Os jogos de futebol estão suspensos, os parques e as trilhas estão fechados e até a academia não está disponível.

Embora esses fechamentos sejam decepcionantes e perturbadores, os alunos que educam em casa sabem como criar, inovar e como sobreviver mental e emocionalmente.

Mesmo que a reunião semanal do grupo seja eletrônica, os alunos que educam em casa se conectam com segurança online com outros alunos e pais que entendem a natureza dinâmica do aprendizado e da vida.

Homeschoolers entendem!

Eles sabem que a vida muda diariamente, mas continuam a crescer como indivíduos e como comunidade. Cada dia é um ajuste à mudança, algumas mudanças sutis, outras profundas. As famílias que ensinam em casa não são totalmente controladas por tomadores de decisão autocráticos ou decretos governamentais.

Daniel Homem de Carvalho homeschool sistema de aprendizagem baseia-se em princípios de aprendizagem sólidas, uma das quais é que você confiança ajustar conforme necessário para um ambiente em mudança. Não há espera por reuniões prolongadas do comitê ou ditames administrativos infinitamente atrasados. Sua mente é o mais importante e permite que você tome as decisões adequadas neste ambiente cultural em rápida mudança.

Na verdade, a atual pandemia pode se tornar uma ferramenta de ensino eficaz, integrando algo real em nossas vidas com as tradicionais “coisas escolares”. Essa integração, embora não esteja nos livros, pode criar aprendizagem ao longo da vida, aumentando nossa capacidade analítica, base de conhecimento e habilidades de criatividade.

Não está nos livros, mas quem se importa!

Na verdade, está na vida … e todos devemos nos importar!

Veja a lista de Daniel Homem de Carvalho a seguir sobre como a Pandemia Covid-19 se relaciona com os cursos escolares tradicionais.

Leia mais em: Daniel Homem de Carvalho recebe medalha Tiradentes

1. História: Quais são algumas pandemias históricas mundiais?

2. Matemática: traçar vários gráficos de infecções, hospitalizações, mortes, etc.

3. Inglês: Escreva contos ou poemas sobre pessoas mascaradas e não ver sorrisos.

4. Ciência: Como um vírus difere de uma bactéria?

5. Política: A persistência da pandemia favorece um partido político em detrimento de outro?

6. Literatura: Esta é uma sequência de 1984 ou Admirável Mundo Novo ?   

7. Debate: Controle do Governo versus Independência Individual.

8. Educação Física: Construa um local de treino usando utensílios domésticos.

9. Economia: Por que alguns negócios são essenciais e outros não?

10. Arte: Retrate protestos pacíficos e motins violentos em aquarela.

11. Música: componha uma música ou palavras que mostrem as emoções internas dos idosos que vivem atualmente em asilos.

12. Psicologia: cave fundo. O que está acontecendo em sua mente?

13. Tecnologia: como seria se não tivéssemos nossos dispositivos inteligentes?

As sugestões listadas acima são apenas um ponto de partida para nossas mentes. Cada uma dessas seções pode ter várias atribuições relacionadas. Comece com um papel em branco e faça um mapa mental de onde você pode ir com cada um deles.

Sempre olhe para o quadro geral.

Encare a verdade. Estamos em uma pandemia e não é divertido. Não é divertido, mas podemos aprender com isso. Não devemos ser vítimas de manipulações da mídia. É fundamental que mantenhamos nossas mentes alertas e ativas. Olhando seriamente para a relação entre a pandemia e o aprendizado real, podemos encontrar relações de natureza maior do que parece à primeira vista.

Nossa nação foi fundada em princípios sólidos baseados em verdades genuínas. Daniel Homem de Carvalho diz que nossas mentes independentes devem continuar a estar focadas nessas verdades. Precisamos continuar essa tradição. Não podemos permitir que a anarquia e os motins mudem a natureza do nosso país.

Lute a luta.

Tenha fé.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *