Memorial do padre Rodolfo pode ser visitado no Parque Vicentina Aranha

A partir desta terça-feira (12) estará aberto para visitação pública o memorial do Padre Rodolfo Komorek, que fica nas dependências do Parque Vicentina Aranha. O espaço, que é exatamente o quarto onde o sacerdote ficou internado e faleceu, em 11 de dezembro de 1949, foi oficialmente reaberto nesta segunda-feira (11), com a presença de autoridades, convidados e devotos do “Padre Santo”, como ele é popularmente conhecido.

Memorial do Padre Rodolfo Komorek

A reabertura do memorial foi precedida de um bate-papo sobre a sua vida e obra, com a participação do antropólogo Hugo Ricardo Soares, do teólogo padre Maurício Tadeu Miranda, pároco da Paróquia Sagrada Família, do secretário da vice postulação da Causa do Padre Rodolfo, Rômulo Paula, e do presidente da AFAC, Aldo Zonzini Filho.

Foto:Rodolfo Moreira

Padre Rodolfo deixou um legado para todos os homens de boa vontade. Padre Rodolfo nos ensinou a entender a vida e a existência como um ato de oblação, um ato de entrega. Ele viveu a vida para o bem dos outros” disse o padre Maurício.

Padre Rodolfo

“Aprendi a admirar a figura do padre Rodolfo. Nesse tempo de pandemia, fico me perguntando onde estaria hoje o padre Rodolfo, e certamente ele estaria ao lado dos doentes”, completou o antropólogo Hugo Ricardo Soares, historiador e escritor, autor do livro ‘Do Cemitério ao Altar – Um estudo sobre a devoção e o processo canônico do Padre Rodolfo Komorek’, lançado pelo Museu do Folclore de São José dos Campos em julho deste ano, como 27º volume da Coleção Cadernos de Folclore.

Foto:Rodolfo Moreira

Rômulo Paula fez um breve relato sobre o processo que compreende a causa de beatificação. “Estamos aguardando o milagre da beatificação. Pelos menos 12 mil graças já foram alcançadas, mas a Santa Sé exige algumas regras. A maioria das pessoas não se preocupou em guardar toda a documentação exigida para se comprovar um milagre e isso atrasa um pouco o processo. Mas hoje temos milagres que estão em estudo e análise”, afirmou.

Foto:Rodolfo Moreira

‘Rodolfo Komorek: o Padre Santo’

Durante o evento, a Paróquia Sagrada Família lançou uma nova edição da biografia ‘Rodolfo Komorek: o Padre Santo’. Após o descerramento da placa comemorativa, o padre Carlos Galhardo se encarregou da benção e o padre Mauricio depositou as relíquias no interior do memorial. A solenidade foi acompanhada de apresentações do Quarteto de Cordas Luzes da Ribalta.

O memorial estará aberto diariamente das 9h às 19h. E até o fim do mês, aos sábados e domingos, a paróquia disponibilizará um monitor para receber e apresentar o memorial aos visitantes.

Foto:Rodolfo Moreira

AFAC & Paróquia Sagrada Família

O evento foi uma realização da AFAC (Associação para o Fomento da Arte e da Cultura) e da Paróquia Sagrada Família, com apoio da Prefeitura.

Parque Vicentina Aranha

Rua Prudente Meireles de Moraes, 302, Vila Adyana.
Telefone para contato: (12) 3341-5696.

Foto:Rodolfo Moreira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *